Como reagir a crianças irritadas, nervosas ou mesmo agressivas dentro da escola? O assunto veio à tona na semana passada, quando o vídeo de um garotinho “destruindo” a sala se espalhou pela internet. As opiniões se dividiram entre culpar os professores, a família e o próprio aluno.

Esse tipo de polêmica ressurge de tempos em tempos e serve para mostrar o despreparo de alguns adultos para lidar com as dificuldades socioemocionais das crianças, que refletem os comportamentos aos quais são expostas: como são tratadas, como veem os pais se relacionando, o quanto se sentem seguras. A jornalista Cinthia Rodrigues escreveu um artigo muito sensato sobre o acontecimento: confira aqui.

É claro que expor os pequenos nunca é a resposta. Mas não é fácil amenizar a birra, os surtos de violência ou choro, ainda mais quando se é responsável por uma turma de dezenas de crianças. Cada professor tem suas técnicas – e a Eduqa.me selecionou sete atividades que funcionam na Educação Infantil.

Vidro da Calma

Mostrar o brilho flutuando dentro do vidro atrai as crianças pequenas, dando tempo para que elas se acalmem (foto: Chez Titie)

Mostrar o brilho flutuando dentro do vidro atrai as crianças pequenas, dando tempo para que elas se acalmem (foto: Chez Titie)

O Vidro da Calma (ou calming jar, em inglês), é usado para acalmar crianças pequenas após uma briga ou choro. Inspirado no método Montessori, o objetivo é distrair e tranquilizar os pequenos com a tinta e glitter colorido se movendo dentro do recipiente. Assim, eles têm tempo de respirar e conseguem prestar atenção na conversa com o professor.

Isso os ensina a respirar fundo e se acalmar por conta própria, além de proporcionar um momento para que se expressem e tentem explicar os motivos da tristeza, raiva ou frustração.

É preciso preparar o vidro com antecedência – mas, após criar o seu, ele pode ser utilizado sempre que necessário. Também é possível fazer uma série de potes com cores e efeitos variados.

Para criar o Vidro da Calma, você precisa de:

  • Água quente;
  • Glitter e purpurina;
  • Corante;
  • 1 pote ou garrafa de vidro com tampa.

Despeje a água quente no vidro deixando espaço para movimentar o conteúdo (a intenção é que a criança chacoalhe o vidro, certo?). Depois, acrescente uma ou duas colheres de sopa de glitter e mexa bem, até a cola se diluir na água. Adicione a purpurina e algumas gotas de corante – recomendamos o corante alimentar, que não causa problemas caso seja engolido.

Você também pode misturar sabonete líquido ao seu vidro da calma: ele faz com que o glitter se mova mais rapidamente! Feche bem a tampa e balance o recipiente para cima e para baixo para ter certeza de que não há vazamentos antes de entregá-lo à uma criança.

Esse conteúdo é restrito para assinantes!
Faça sua assinatura aqui e tenha acesso livre.

[ms-protect-content id=”6785"] [m[ms-protect-content id=”6759"]p>

Ioga

A ioga traz vários benefícios ao desenvolvimento infantil, e é uma atividade que promove a calma e o equilíbrio do corpo, tanto físico quanto mental. Também é um exercício de disciplina, concentração e coordenação motora. Já foram comprovados os efeitos positivos da ioga em crianças estressadas, desmotivadas ou de mau humor – e a prática frequente pode inclusive melhorar o desempenho escolar!

Para as crianças, a ioga é ainda uma diversão, já que elas têm a oportunidade de se movimentar e imitar posições divertidas.

Para tornar a atividade atrativa para o pequenos, o truque é usar histórias cujos personagens são animais que as crianças possam imitar. As posições são adaptadas para se adequarem ao desenvolvimento infantil. Confira algumas das poses (todas foram retiradas do site Style Craze, no artigo Fun and Interesting Yoga Poses for Kindergarten Kids):

A posição do bebê feliz: deite de costas, respire fundo, traga os joelhos para perto do corpo e balance lentamente de uma lado para o outro.

A posição do bebê feliz: deite de costas, respire fundo, traga os joelhos para perto do corpo e balance lentamente de uma lado para o outro.

atividades-calmantes-3

Pose da cobra: deite de barriga para baixo, respire fundo e solte o ar devagar enquanto sobe a cabeça e o tronco. Mantenha a posição com a cabeça erguida fazendo algumas respirações profundas.

Pose da borboleta: sentado no chão, junte as plantas dos pés e segure-os com as duas mãos. Mantenha as costas retas e, então, balance as pernas para cima e para baixo, como as asas de uma borboleta.

Pose da borboleta: sentado no chão, junte as plantas dos pés e segure-os com as duas mãos. Mantenha as costas retas e, então, balance as pernas para cima e para baixo, como as asas de uma borboleta.

Pose do sapo: equilibrando-se nas pontas dos pés, agache-se e mantenha os joelhos bem abertos. Então, respire fundo e solte o ar enquanto coloca os pés inteiros no chão até se sentar.

Pose do sapo: equilibrando-se nas pontas dos pés, agache-se e mantenha os joelhos bem abertos. Então, respire fundo e solte o ar enquanto coloca os pés inteiros no chão até se sentar.

Pose da lua crescente: Em pé, junte as duas mãos acima da cabeça e estique bem a coluna. Respirando fundo, curve-se para um lado e depois para o outro, alongando-se.

Pose da lua crescente: Em pé, junte as duas mãos acima da cabeça e estique bem a coluna. Respirando fundo, curve-se para um lado e depois para o outro, alongando-se.

Pau de Chuva

Eu lembro de como o som do Pau de Chuva era hipnótico quando era criança: era irresistível passar vários minutos virando o brinquedo para cima e para baixo para escutar o barulhinho que ele fazia. Esse é outro instrumento que pode ser apresentado no momento da raiva para acalmar um aluno chateado – primeiro, para distraí-lo, depois, para que ele o manuseie, acalme-se e escute.

Para criar um Pau de Chuva, você precisa de:

  • Um tubo de papelão espesso ou outro material resistente (tubos de papel higiênico são muito finos) de qualquer tamanho;
  • Um martelo;
  • Pregos, pinos ou alfinetes;
  • Algo para preencher o tubo e fazer barulho: miçangas, feijões, milho ou outros grãos, pedrinhas ou contas.
É assim que o interior o tubo vai ficar depois de você colocar os pregos (foto: The Imagination Tree)

É assim que o interior o tubo vai ficar depois de você colocar os pregos (foto: The Imagination Tree)

Coloque os pregos ao longo do tubo com pequenos intervalos entre eles. É o choque entre os grãos e os pregos que criará o som característico, parecido com a chuva. Quanto mais pregos você inserir, mais vai demorar para que todos os grãos caiam, então, o barulho vai durar mais tempo!

Então, coloque todo o conteúdo (sejam feijões, miçangas ou o que você escolheu) lá dentro e tampe bem ambos os lados do tubo. Pronto! Basta decorar seu Pau de Chuva com papel colorido, adesivos, tecido e ele estará pronto para ir para sua sala de aula.

Após fechar bem o tubo, ele pode ser decorado - por você ou pelas crianças (foto: The Imagination Tree)

Após fechar bem o tubo, ele pode ser decorado – por você ou pelas crianças (foto: The Imagination Tree)

Bolhas de Sabão

Bolhas de sabão são especialmente calmantes para bebês, mas alunos de 3 ou 4 anos ainda podem ser envolvidos na brincadeira. Quando a criança magoada tiver menos de um ano, apenas o professor soprando bolhas na sua direção já suficiente para entretê-la e tranquilizá-la. Ela vai assistir a mudança de cores, as bolinhas flutuando e desaparecendo, tentar apanhá-las… E esquecer o choro. Apenas lembre-se de não soprar as bolhas diretamente no rosto do bebê, porque o sabão pode irritar os olhos. Sopre ao redor dele.

Já os maiores devem ser convidados para soprar as bolhas. Além de divertido, o ato de inspirar fundo e assoprar faz com que eles se acalmem e seja possível conversar.

Massa de modelar de lavanda ou camomila

Atividades manuais são uma forma excelente de liberar o estresse. A massinha de modelar, por si só, já pode ser usada para trabalhar sentimentos de raiva, frustração e descarregar a agressividade infantil. Lembre-se: sentir raiva não é errado, as crianças apenas precisam ser ensinadas a lidar com essas emoções de maneira saudável, sem culpa e sem ferir os colegas.

Para complementar a atividade, experimente fazer uma massinha de modelar caseira com lavanda ou camomila, ambas com aromas calmantes. Você vai precisar de:

  • 2 xícaras de farinha de trigo;
  • Meia xícara de sal;
  • 2 colheres de sopa de óleo;
  • 1 xícara e meia de água quente com chá de camomila ou lavanda (você pode comprar uma caixinha no mercado ou usar as próprias flores – é só mergulhá-las na água fervente por alguns minutos);
  • Corante.
Uma alternativa a comprar uma caixinha de chá e usar as flores de verdade na mistura (foto: Clare's Little Tots)

Uma alternativa a comprar uma caixinha de chá e usar as flores de verdade na mistura (foto: Clare’s Little Tots)

Misture todos os ingredientes em uma tigela até que a massa fique parecida com massa de pão. Se necessário, você pode adicionar mais farinha ou mais água, dependendo da consistência desejada. Pingue algumas gotas de corante (lilás ou azul são cores calmantes) e, se quiser, coloque algumas flores secas na massa, para aumentar o perfume.

A mansinha vai ficar perfumada! Ela pode ser usada na cor natural ou você pode acrescentar corante de alimentos (foto: The Joy of Five)

A mansinha vai ficar perfumada! Ela pode ser usada na cor natural ou você pode acrescentar corante de alimentos (foto: The Joy of Five)

Música clássica ou sons da natureza

Apagar as luzes, deitar nos colchonetes e ouvir uma música relaxante: isso basta para alterar o humor da sua turma. Além de música clássica, procure por coletâneas de sons da natureza, como o barulho de ondas do mar ou de folhas na floresta.

Massagem e carinho

Abrace a criança por trás, segurando seus braços com firmeza, e fale com a voz calma até que ela se tranquilize (foto: Huffington Post)

Abrace a criança por trás, segurando seus braços com firmeza, e fale com a voz calma até que ela se tranquilize (foto: Huffington Post)

Caso a criança tenha um surto de raiva, tentando bater nos outros ou atirando objetos, tente tranquilizá-la, primeiro, com um abraço forte: passe os braços em torno dos ombros dela, segurando firme, mas sem machucar. Espere até que ela pare de se debater.

Então, massageie seus ombros, braços e costas, pressionando com gentileza. Se a criança quiser, ela pode deitar a cabeça em seu colo. Use uma voz calma e baixa até que a situação esteja sob controle – e, durante todo o tempo, converse com a criança para que ela saiba que está segura.

Leia sobre o desenvolvimento da identidade, autonomia e autoconfiança.

Além disso, procure remover qualquer objeto que possa machucá-la de dentro da sala ou, ainda, retire a criança do local e a leve para um lugar mais silencioso até que se sinta melhor.

Crie relatórios de desenvolvimento na Eduqa.me - horizontal

Leia mais:

Montessori Rocks (vidro da calma)

Style Craze (ioga infantil)

The Imagination Tree (pau de chuva e massa de modelar)

How to Calm Down an Autistic Person

 

[/ms[/ms-protect-content]


Comentários no Facebook