Há divergências no Brasil sobre qual a melhor maneira de alfabetizar crianças – preocupação agravada pelo número alto de analfabetos (8%) e analfabetos funcionais (18%). Um dos métodos que vem se provando eficaz é o Sociolinguístico, que está se tornando um sucesso após os bons resultados apresentados em 2011 e 2012 – mais de 72% das crianças que foram submetidas a ele foram alfabetizadas dentro de um ano.

O método Sociolinguístico trabalha tanto com a perspectiva cultural da língua (compreensão de poemas, histórias ou letras de música) quanto com a decodificação de símbolos. As atividades realizadas com o ABC de E.V.A servem de apoio para a segunda tarefa: ensinar as crianças a reconhecer letras e seus respectivos sons; a seguir, identificar sílabas e, por fim, ser capaz de reorganizá-las de modo a formar palavras.

Para ler mais sobre o método Sociolinguístico, clique aqui.

Foto: Google (reprodução)

Foto: Google (reprodução)

Áreas de conhecimento

Linguagem oral e escrita. Como o material pode ser usado em diversas atividades, elas podem ser adaptadas conforme a fase de alfabetização das crianças.

Faixa etária

A partir dos 4-5 anos, quando a criança começar a mostrar interesse e entendimento pelas letras do alfabeto e escrita.

Material

  • Letras de A à Z feitas de EVA (podem ser feitas em casa ou compradas prontas). Elas podem ter cores diferentes para facilitar a identificação.

Preparação

Apresente cada letra do alfabeto para as crianças. Isso não deve ser feito em uma única aula, mas gradualmente (4 ou 5 letras por vez, de preferência com sons bastante distintos, para que não sejam confundidos). Quando as primeiras letras forem reconhecidas facilmente – fora de ordem, de trás para frente – passe para as próximas. A atividade pode ser feita com algumas ou com todas as letras.

Atividade

Espalhe as letras de E.V.A. pelo chão e peça para as crianças formarem uma fila única de frente para as letras. Uma por uma, peça para elas pularem de letra em letra (“pule na letra A!”, “pule na letra R!”), até chegar do outro lado da sala. Isso permite que você observe a facilidade de cada criança em reconhecer as letras mesmo quando elas aparecem fora de ordem.

Foto: Google (reprodução)

Foto: Google (reprodução)

Variações

  • Sons: ao invés de anunciar qual letra deve ser encontrada, peça que as crianças identifiquem o som (“rrrrr”, “mmmm”, “ssss”). Relacionar o símbolo ao som que ele representa mostra um avanço no entendimento da linguagem e facilita o início da escrita.
  • Sílabas: peça que os alunos formem sílabas com as letras espalhadas. Neste caso, ao invés de pular, eles devem procurar as letras necessárias e formar a sílaba no chão. Esta variação pode ser reservada para crianças maiores (5 e 6 anos). Palavras curtas também podem ser pedidas, caso as crianças aparentem facilidade com a brincadeira.

Avaliação

Observe qual a conexão feita pelas crianças, ou seja, como o reconhecimento das letras ocorre:

  • Ele é feito pelas cores das letras?
  • As crianças já conseguem identificar os formatos?
  • Elas se mostraram capazes de relacionar letras aos sons?
  • Elas conseguem formar pequenas sílabas ou palavras curtas com as letras?

Garanta que as crianças menores, ou com mais dificuldade no aprendizado da escrita, recebam letras fáceis ou palavras curtas, sem sílabas longas (P-R-A, B-L-A, S-A-L), como GA-TO.

Quando um aluno completar uma palavra, recolha as letras e a escreva no chão para que todas as crianças possam ver, e, se possível, convide outras crianças para ir até lá e reorganizar as sílabas formando palavras diferentes.

E depois de tanto aprendizado nada melhor que registrar as anotações e avanços que foram relevantes, certo?

Então experimente a nossa atividade e registre tudo na plataforma Eduqa.me! Você tem um mês para testar tudo gratuitamente.

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME 

Registre atividades na Eduqa.me - horizontal

Aproveite a duração da atividade não apenas para acompanhar e facilitar o aprendizado da turma, como também para registrar esse desenvolvimento. Fotos e vídeos são ferramentas simples que podem ser usadas durante a aula para gravar detalhes na evolução de cada aluno, facilitando o relatório pedagógico que será feito mais adiante! Acesse a Eduqa.me para ter registros completos, fáceis e rápidos de atualizar.

 


Comentários no Facebook