Atividade: Tintas

Fonte: Mundo das tribos

Registros/Linguagem/Movimento
0 Comments

Atividade: Tintas

Objetivos

  • Reconhecimento das texturas.
  • Observação das misturas de cores.
  • Identificação de odores.
  • Interação com outras crianças.

Habilidades a ser Estimulada

  • Sensibilização de mãos.
  • Percepção visual.
  • Atenção.
  • Criatividade.

Faixa Etária

0 a 5 anos.

Material

Tintas de várias texturas e cores dispostas em potes plásticos (antialérgicas). Há possibilidade de variações conforme a criatividade e disponibilidade de materiais.

Descrição da Atividade

  • Oferecer o estímulo possibilitando o toque nas tintas.
  • Oferecer a possibilidade de mistura de cores.
  • Atividade individual e ou grupal.

 

Fonte: Apostila PPI

“Ayres define a integração sensorial como sendo a organização de informações sensoriais, proveniente de diferentes canais sensoriais e a habilidade de relacionar estímulos de um canal a outro, de forma a emitir uma resposta adaptativa”.

Muitas vezes a organização dessas informações sensoriais não são organizadas e podem trazer algum tipo de atraso no desenvolvimento global da criança. É na escola, principalmente na Educação Infantil que se faz necessário a exploração do sistema sensorial (olfato, paladar, tato, visão e audição), que muitas vezes é onde se observa os primeiros atrasos. O ambiente escolar, através de seus espaços, materiais, atividades e docentes deve estar adequado para observar tais dificuldades.

Os seguidores da técnica afirmam que a integração sensorial facilita no desempenho escolar tanto das crianças sem maiores dificuldades quanto das crianças com necessidades especiais, pois é claro que a escola pode proporcionar uma organização sensorial, de modo a gerar respostas adequadas e facilitar a aprendizagem. Seguramente a integração sensorial está presente no dia-a-dia escolar.

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME 

Registre atividades na Eduqa.me - horizontal

Texto elaborado a partir do material produzido pelo Projeto Pela Primeira Infância. Clique e conheça mais sobre o Projeto Pela Primeira Infância– Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo Infantil com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil

 

 

Atividade: Passeio Sonoro

Fonte: Prefeitura Rio das Ostras

Atividades/Linguagem/Relatórios
0 Comments

Atividade: Passeio Sonoro

Esta atividade é baseada nas atividades desenvolvidas pela professora Mariana Damasceno, EMEI Profa Sylvia Varoni de Castro.

Objetivo

  • Explorar os diferentes tipos de sons e suas intensidades;
  • Favorecer a criatividade e atenção.

Habilidades a serem estimuladas

  • Percepção e compreensão auditiva (exploração das características dos sonos);
  • Atenção.

Descrição da Atividade

Passear pelos ambientes da escola em silêncio para perceber quais são sons que fazem parte daquele ambiente, depois em sala listar o que os alunos ouviram. Classificar com eles quais sons são agradáveis e quais sons são desagradáveis.

Possíveis Ambientes a Serem Visitados

  • Refeitório;
  • Sala de aula;
  • Quadra;
  • Jardim;
  • Corredores;
  • Parques.

Registre

Orientar seus registros desde o início do ano para realizar uma avaliação de qualidade! Na hora do registro reflita:

    • Compare momentos: atividades, citações, fotos e vídeos.
    • Quais são os registros que realmente mostram a evolução das crianças?
    • Crie uma linha do tempo para visualizar o desenvolvimento e facilitar na criação dos seus portfólios.

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME

Texto elaborado a partir do material produzido pelo Projeto Pela Primeira Infância. Clique e conheça mais sobre o Projeto Pela Primeira Infância– Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo Infantil com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil

Consciência de Palavras: Frases e suas Segmentação

Fonte: cultura inglesapv

Atividades/Linguagem/Registros
0 Comments

Consciência de Palavras: Frases e suas Segmentação

No post anterior falamos sobre a consciência da palavra e como e a segmentação de faixa etária.

Leia em Consciência de Palavras: Utilizando Provérbios

Hoje continuaremos exercitando a consciência de palavras, mas dessa vez vamos focar nas frases e suas segmentações.

Vamos lá?

Objetivo

  • Estimular consciência dos sons da fala;
  • Favorecer a atenção à linguagem oral.

Habilidades a Serem Estimuladas

  • Atenção à linguagem (ou fala);
  • Início da percepção e da noção de palavras, ou seja, se referem a unidades maiores que os sons;
  • Memória de curto prazo fonológica.

 Descrição da Atividade

O professor diz: eu vou falar uma frase para cada um de vocês, e depois eu vou repetir a frase, mas sem falar a última palavra.

Por exemplo, eu posso falar: /Maria foi ao parque/. Aí eu vou escolher um de vocês e vou falar: / Mari foi ao____/, e aquele que eu escolhi tem que falar/ parque/. Certo?

Falar as Frases

 

  1. Eu brinco de futebol. Eu brinco de________.
  2. Ela gosta de comer maça. Ela gosta de comer______.
  3. O bebê está chorando. O bebê está_________.

Pode ser utilizada apoio visual (figuras diversas que poderiam fazer sentido na frase).

Sugestão de Discussão

Vocês viram que as frases que nós falamos possuem várias partes dentro delas, que são as palavras? Então nós podemos dividir as frases nas palavras, podemos falar a frase sem uma palavra:/ Nós passeamos de_________/ ou falar a palavra sozinha/carro/. É sempre assim, toda frase pode ser dividida em palavras.

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME

Texto elaborado a partir do material produzido pelo Projeto Pela Primeira Infância. Clique e conheça mais sobre o Projeto Pela Primeira Infância– Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo Infantil com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil

Consciência de Sílabas: Bate Palmas

Fonte: MonJunction

Atividades/Linguagem/Registros
0 Comments

Consciência de Sílabas: Bate Palmas

O que é a consciência de sílabas? É a capacidade de segmentar palavras em sílabas, e realizar diversas tarefas de manipulação como segmentação, identificação, rima, aliteração, subtração, adição e transposição.

Objetivos

  • Estimular a consciência dos sons;
  • Favorecer a atenção à linguagem oral.

Habilidades a Serem Estimuladas

  • Consciência dos sons;
  • Oralidade;
  • Reconhecimento e consciência das unidades mínimas (sílabas) da palavra.

Jogo em que cada criança fala o seu nome e todos batem palmas a cada sílaba

Aqui o professor deve comentar que as palavras são formadas por sílabas e que podemos contar quantas sílabas cada palavra tem (baseado em Capovilla, 2004).

Material

  • Quadro ou cartolina para escrever o número de sílabas que cada nome tem.

Descrição da Atividade

Agora que nós já vimos que as palavras têm partes, vamos ver quantas partes têm os nossos nomes?

Vou começar com o nome /José/. Eu vou repetir o nome bem devagar e vocês devem bater palmas em cada parte, em cada sílaba dele. Vamos:/José/. Quantas partes têm? Duas partes. Agora os nomes  de vocês:

[Cada um diz o seu nome, batendo palmas e diz quantas partes têm].

Sugestão de Discussão

Vocês viram nesse jogo que os nossos nomes também têm partes menores, as sílabas. Nós podemos contar quantas sílabas nossos nomes têm. Cada um de vocês contou quantas sílabas seu nome tem.

Alguns nomes são compridos, eles têm muitas sílabas. Outros têm poucas sílabas, eles são curtos. Então, nossos nomes também têm sílabas, e alguns têm mais sílabas do que outros.

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME

Texto elaborado a partir do material produzido pelo Projeto Pela Primeira Infância. Clique e conheça mais sobre o Projeto Pela Primeira Infância– Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo Infantil com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil

Consciência de Sílaba: O chapéu de Três Pontas

Fonte: Pinterest

Atividades/Linguagem/Relatórios
0 Comments

Consciência de Sílaba: O chapéu de Três Pontas

Essa atividade “O Chapéu de 3 pontas” é baseado em Almeida& Duarte, 2003.

Essa é uma atividade que vai contribuir para o desenvolvimento da consciência silábica da criança, naturalmente, irá repercutir no aprendizado da leitura e da escrita.

Existem muitas maneiras de estimular a consciência fonológica, porém, quanto mais lúdico o processo, mais satisfatório é o resultado.

Material

  • Música folclórica: O chapéu de 3 pontas.

Descrição da Atividade

  1. Cantar a música:

    O meu chapéu tem três pontas

    Tem três pontas o meu chapéu

    Se não tivesse três pontas

    Não seria o meu chapéu.

    Falar a música em um tom único tom sem entonação, separando as partes da palavra.

    CHA-PÉU-DE-TRÊS-PON-TAS

  2. Bater palmas a cada parte das palavras da música. Utilize a música na forma falada.
  3. Dizer de quantas partes são formadas as palavras.

PON-TAS=2 /TI-VES-SE=3/CHA-PEU=2/MEU= 1 

Variações

O uso de apoio visual pode auxiliar muito as crianças que estão começando a compreender o conceito de sílaba, ou seja, desenhar um círculo que represente cada pedaço a palavra facilita seu aprendizado. O círculo pode ser substituído por lápis ou mesmo pelos dedos da mão, tornando mais concreto um conceito abstrato, especialmente quando elas devem contar quantas sílabas há na palavra.

Registre!

  • Como está o desenvolvimento da linguagem oral? As crianças conseguiram entender a atividade?
  • Quanto a separação silábica, funcionou? Onde emperrou?
  • Houve algum comportamento marcante, bom ou ruim? Como foi o relacionamento entre as crianças durante a atividade?

Tire fotos do material produzido ou, ainda, filme. Isso enriquecerá o portfólio delas e será uma ferramenta útil para a avaliação!

Texto elaborado a partir do material produzido pelo Projeto Pela Primeira Infância. Clique e conheça mais sobre o Projeto Pela Primeira Infância– Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo Infantil com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil

Consciência de Sílaba: Papo de Ogro

Fonte: Google

Atividades/Linguagem/Registros
0 Comments

Consciência de Sílaba: Papo de Ogro

(fonte:http://revistaguiainfantil.uol.com.br).

Essa é uma atividade que vai contribuir para o desenvolvimento da consciência silábica da criança, naturalmente, irá repercutir no aprendizado da leitura e da escrita.

Existem muitas maneiras de estimular a consciência fonológica, porém, quanto mais lúdico o processo, mais satisfatório é o resultado.

Objetivo

  • Reforçar a capacidade dos alunos de sintetizar palavras a partir de sílabas separadas.

Descrição da Atividade

  1. Convide todos a sentar em círculo e envolva-os em uma história:Era uma vez um ogro gentil e pequenino, que adorava dar presente às pessoas. O único problema é que o ogro sempre queria que as pessoas soubessem qual era o presente antes de dá-lo. Mas o ogrozinho tinha uma maneira muito estranha de falar. Se ele fosse falar à criança que o presente era uma bicicleta, ele dizia “bi-ci-cle-ta”.

    Só quando a criança adivinhasse qual era o presente é que ele ficava completamente feliz.

  2. Agora, finja ser o ogro e caminhe pela sala, dando um “presente”a cada criança, pronunciando o nome do presente sílaba por sílaba.
  3. Quando a criança adivinhar a palavra, ela deve indicar outra criança para ganhar um presente.

Dica

Se a turma for grande, é melhor limitar o jogo a apenas algumas crianças em determinado dia, ou ficará longo demais.

Registre!

  • Como está o desenvolvimento da linguagem oral? As crianças conseguiram entender a atividade?
  • Quanto a separação silábica, funcionou? Onde emperrou?
  • Houve algum comportamento marcante, bom ou ruim? Como foi o relacionamento entre as crianças durante a atividade?

Tire fotos do material produzido ou, ainda, filme. Isso enriquecerá o portfólio delas e será uma ferramenta útil para a avaliação!

Texto elaborado a partir do material produzido pelo Projeto Pela Primeira Infância. Clique e conheça mais sobre o Projeto Pela Primeira Infância– Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo Infantil com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil

Consciência de Palavras: Utilizando Provérbios

Fonte: CISDEC

Atividades/Linguagem/Registros
0 Comments

Consciência de Palavras: Utilizando Provérbios

Há uma capacidade metalinguística que permite analisar e refletir, de forma consciente, sobre a estrutura fonológica (sons da fala) da linguagem ora, sem envolver o significado das palavras. Envolve vários níveis (palavra, sílaba e fonema) e diversas tarefas (como por exemplo, segmentação, análise, subtração, adição, transposição)(Cardoso-Martins, 1991). Vamos apresentar atividades que podem ser realizadas na Educação Infantil, considerando as faixas etárias.

  • Segmentar frases em paalvras: 4 anos.
  • Segmentar palavras em sílabas: 4 anos.
  • Contar Sílabas: 4- 5 anos.
  • Dizer palavras que começam com certa sílaba: 5 anos.
  • Até os 6 anos: fazer todas as atividades envolvendo sílabas.
  • A partir dos 5/6 anos: começa consciência dos fonemas.

Objetivo

  • Estimular consciência dos sons da fala;
  • Favorecer a atenção à linguagem oral.

Habilidades a Serem Estimuladas

  • Atenção à linguagem (ou fala);
  • Início da percepção e da noção de palavras, ou seja, se referem a unidades maiores que os sons;
  • Memória de curto prazo fonológica.

Materiais

  • Provérbios folclóricos – Filho de peixe, peixinho é – baseado em: Estudos Sociais 3 série – v1 – Objetivo, 1997.
  • Usar livros de contos acumulativos, ex. “A casa sonolenta”, “O boi, a vaca e o bolo” , “Camio comilão”, “O grande rabanete”, e “Bruxa, bruxa”.
  • Textos e frases de domínio público.

Descrição da Atividade

  1. O professor deve ler um provérbio de casa vez.
  2. Separar as palavras do provérbio oralmente (uma alternativa é solicitar que  cada palavra lida as crianças dêem um passo à frente ou pulem.) O adulto executa a tarefa incialmente. Após isso, solicita à criança que realize a atividade. Assim: FILHO (pausa) DE (pausa), PEIXINHO (pausa) É.
  3. Contar o número de palavras de cada um dos provérbios. Assim: FILHO DE PEIXE PEIXINHO É.
  4. Pergunta: Quantas palavras têm? (5 -cinco).

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME

Texto elaborado a partir do material produzido pelo Projeto Pela Primeira Infância. Clique e conheça mais sobre o Projeto Pela Primeira Infância– Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo Infantil com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil

 

Entenda a Importância da Consciência Fonológica na Educação Infantil

Fonte: atrasonafala

Registros/Linguagem
0 Comments

Entenda a Importância da Consciência Fonológica na Educação Infantil

A consciência fonológica é a capacidade metalinguística* que permite refletir sobre as características da fala, sobre sua composição sonora assim como manipulá-la. Ela se configura com a consciência dos sons que compõe as palavras que ouvimos e falamos e também com a consciência de que as palavras são constituída por diversos sons.

Na Educação Infantil é importante observar essa consciência nos alunos e propor atividades de desenvolvimento fonológico que sejam ideais para cada faixa etária. Para te ajudar nessa tarefa preparamos um material bem legal e de fácil leitura.

Vem ver…

Nos próximos posts vamos falar sobre as atividades de consciência de palavras, sílabas, rimas e aliteração.

Metalinguístico é a capacidade de operar e refletir sobre a linguagem em diferentes níveis: textual, pragmático, sintático, semântico, morfológico, fonológico, etc.

Desenvolvimento fonológico

1-2  meses:

Distinção dos sons com base no fonema.

30 meses:

  • Detecção de eventuais erros na produção do seu enunciado ou no dos outros interlocutores (auto-correções).

36 meses:

  • Distinção de todos os sons da sua língua materna, pelo que consegue distinguir as cadeias sonoras aceitáveis na sua língua, corrigindo as não passíveis.

3-4 anos:

  • Sensibilidade às regras fonológicas da sua língua.

Reconhecem rimas e aliterações, identificando as primeiras.

Prazer lúdico com às rimas através de jogos de sons e de palavras, nas quais a criança faz deturpações voluntárias, criando palavras novas (trapalhão -traldrabão).

  • A produção de rimas é uma tarefa mais fácil, comparativamente à de segmentação de sons ou de identificação fonêmica.
  • Dificuldade em identificar a palavra no contínuo sonoro, competência que é consolidado ao longo do percurso escolar.

4 anos:

  • Maiores dificuldades em tarefas de consciência fonêmica quando comparada à silábica.
  • Capacidade de segmentar silabicamente unidades lexicais compostas por duas sílabas. Maiores dificuldades na segmentação de palavras polissilábicas e/ou monossilábicas.

5 anos:

  • Capacidade metafonológicas ao nível do fonema e do traço distintivo, desde que as tarefas sejam adaptadas à realidade linguística e cognitiva da criança.

6 anos:

  • Domínio, quase total, da capacidade de segmentação silábica.
  • Maiores dificuldades nas tarefas relativas à consciência fonêmica, pois ainda não há o apoio da escrita. No entanto, com aprendizagem da leitura há conhecimento adicional sobre a estrutura linguística.

Registre

Orientar seus registros desde o início do ano para realizar uma avaliação de qualidade! Na hora do registro reflita:

    • Quais são os registros que realmente mostram a evolução das crianças?
    • Compare momentos: atividades, citações, fotos e vídeos.
    • Crie uma linha do tempo para visualizar o desenvolvimento e facilitar na criação dos seus portfólios.

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME

Texto elaborado a partir do material produzido pelo Projeto Pela Primeira Infância. Clique e conheça mais sobre o Projeto Pela Primeira Infância– Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo Infantil com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil

Atividade: Roda de Leitura

Fonte: Twin cities

Atividades/Linguagem/Registros
0 Comments

Atividade: Roda de Leitura

Durante a roda de leitura, a criança desenvolve o raciocínio lógico e a criatividade. Além de estimular o pensamento independente a escuta e oralidade.Além de todos esses benefícios, podemos observar também as crianças desenvolvendo a socialização.

Por isso preparamos essa atividade para você se inspirar e levar para sua sala.

Fonte: Escola da Vila

Objetivo

  • Estimular a linguagem verbal (comunicação oral, compreensão);
  • Estimular a linguagem não-verbal (gestos, entonação da voz);
  • Estimular a criatividade e a atenção;

Habilidades a serem Desenvolvidas

  • Linguagem oral;
  • Ampliação do vocabulário;
  • Explorar a organização temporal dos eventos, as relações de causa e consequência;
  • Melodia e entonação

Materiais

  • Uso de fantoches para o reconto das histórias;
  • Desenho para ilustrar o que recordam dela, a invenção de finais diferentes;
  • Construção de máscaras ou fantasias etc.

Descrição da atividade

1) Leitura: ler uma obra na íntegra para os alunos enriquecendo-a com entonações e sons;

2) Cantada: livros com ilustrações de animais para que o grupo nomeie e, logo depois, cantar uma musica referente àquele animal;

3) Interativa: a história acontece com a participação da turma com gestos, mímicas, movimentos e sons onomatopaicos (reprodução animada de sons, como fazer barulho de carros, de chuva etc.) Ex.: Sair de casa para ir ao parque brincar. “Vamos abrir a porta de casa”(fazer o movimento de segurar a maçaneta, abrir e fechar  a porta, fazendo o barulho de ranger a porta). “Vamos caminhar” (bater o pé no chão). “Vamos brincar na balança” (balançar o tronco e os braços pra frente e para trás). “Vamos brincar no “passeio do Tarzan” (esticar os braços acima da cabeça e  fazer movimentos com eles intercalando um braço e o outro). “Vamos andar de bicicleta” (movimento com as pernas imitando o movimento), entre outras brincadeiras.

Outras possibilidades são, voltando do parque , tomando banho, tomando um lanche, escovando os dentes, trocando de roupa e indo dormir. Conduzir sempre a história, mas utilizando-se de movimentos e sons.

Registre!

Em seu registro, dê prioridade a como as crianças lidaram com as emoções durante a atividade.

  • Mostraram interesse e contaram histórias pessoais ?
  • Souberam alternar momentos de silêncio e concentração, durante a leitura, com os momentos de conversa?
  • Como está o desenvolvimento da linguagem oral? As histórias tiveram começo, meio e fim? Qual vocabulário elas adquiriram desde o último registro? E quanto à sua fluência?
  • Houve algum comportamento marcante, bom ou ruim? Como foi o relacionamento entre as crianças durante a atividade? Elas trabalharam mais em grupo ou individualmente?
  • Tire fotos do material produzido ou, ainda, filme as crianças brincando e imitando – isso enriquecerá o portfólio delas e será uma ferramenta útil para a avaliação!

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME 

Registre atividades na Eduqa.me - horizontal

Texto elaborado a partir do material produzido pelo Projeto Pela Primeira Infância. Clique e conheça mais sobre o Projeto Pela Primeira Infância– Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo Infantil com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil

Atividades para desenvolver a Linguagem Oral

Fonte: Ocliclorama

Atividades/Linguagem/Registros
0 Comments

Atividades para desenvolver a Linguagem Oral

Projeto Canguru: lendo juntos

Essa é uma atividade que foi desenvolvida pela professora Regina Zenoveli da CEI Padre Gregório Westrupp.

Esse material faz parte de um projeto intitulado”Formação continuada em Desenvolvimento Cognitivo, com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil.

Área de conhecimento

Linguagem

Faixa etária

A partir dos 2 anos.

Objetivo

  • Estimular a linguagem oral;
  • Ampliar o vocabulário;
  • Explorar a organização temporal dos eventos, as relações de causa e consequência;
  • Promover o envolvimento da família com a criança e a escola;
  • Desenvolver o interesse pela leitura e o comportamento letior;

Habilidades a serem estimuladas

  • Linguagem oral;
  • Ampliação de vocabulário;
  • Desenvolvimento das habilidades narrativas (organização temporal, seleção das ideias mais importantes, uso de elementos linguísticos mais refinados).

Material

Caderno (de desenho) pintado ou decorado com adesivos – conforme a preferencia do professor.

Descrição da Atividade

A cada semana, um aluno leva para casa o livro de histórias que está sendo trabalhado no bimestre (ou no mês) junto a um caderno decorado dentro de uma sacola com lápis de cor. Os pais recebem a instrução para registrar no caderno o que a criança achou da história ou alguma coisa que ela ou os pais queiram compartilhar com a turma ou com a professora. Ao lado da folha de registro, a criança terá que fazer um desenho livre relacionado à história contada.

No próximo dia da contação de história, a criança conta para o grupo o que lembra da história, a professora lê o texto que foi escrito para a turma , parabeniza o aluno pelo trabalho e depois repassa a sacola com o projeto para outro colega. Até que todos tenham levado a sacola para suas casas pelo menos uma vez.

Sugestões para que os pais possam tornar a leitura mais interessante para a criança: 

  • Fazer perguntas
  • Explorar as imagens
  • Usar vozes diferentes para os personagens
  • etc

Registre!

Para criar registros completos, tanto para a turma quanto para cada criança, acesse a Eduqa.me e faça seu cadastro. Atualize as atividades realizadas em sala de aula e avalie o desenvolvimento das crianças.

Depois, gere linhas do tempo com os textos, fotos e vídeos postados, além de gráficos e relatórios criados automaticamente para ajudá-lo a visualizar o crescimento delas com facilidade!

Fonte: Livreto PPI-
Atividades para Desenvolvimento da Linguagem Oral

Em seu registro, reflita:

  • As crianças foram capazes de realizar a atividade com base em seu conhecimento prévio? Como foi a participação dos pais nessa atividade?
  • Entenderam o objetivo da atividade e cumpriram a proposta?
  • Estavam interessadas e se envolveram ativamente na brincadeira? Trouxeram descobertas e fizeram perguntas relacionadas à aula?
  • Identificaram e interpretaram a história do livro?
  • Aprenderam novos vocabulários?
  • Como foi o relacionamento entre a turma?

 

Gostou? Fique ligado!

 

Texto elaborado a partir do material produzido pelo Projeto Pela Primeira Infância. Clique e conheça mais sobre o Projeto Pela Primeira Infância– Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo Infantil com base nas Neurociências, para profissionais da Educação Infantil

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME 

Registre atividades na Eduqa.me - horizontal