Hora da história: as vantagens do faz de conta na Ed. Infantil

O contato com livros é crucial, mas inventar histórias oralmente também pode ensinar muito às crianças (foto: Google)

Atividades/Linguagem/Desenvolvimento Infantil/Desenvolvimento cognitivo/Socioemocional
0 Comments

Hora da história: as vantagens do faz de conta na Ed. Infantil

O contato com livros é crucial, mas inventar histórias oralmente também pode ensinar muito às crianças (foto: Google)

O contato com livros é crucial, mas inventar histórias oralmente também pode ensinar muito às crianças.

A alfabetização começa com as habilidades de ouvir e falar. A língua falada ajuda crianças a comunicar de que precisam e a entender o mundo. Ainda que seja crucial ler livros desde os primeiros anos de vida, contar histórias via oral também pode ser uma ferramenta útil para desenvolver o letramento.

O faz de conta

Algumas das minhas memórias favoritas de infância são das histórias que meu pai contava a meu irmão e eu antes de irmos para a cama. Quando estava nervosa por usar óculos pela primeira vez, ele inventou uma narrativa divertida sobre uma menina cujos óculos mágicos permitiam que visse as respostas da prova do dia seguinte, na escola. Ouvir um faz de conta sobre o tema me ajudou a manter a calma e até mesmo ficar empolgada em vista da mudança.

Você pode usar essa prática em sala de aula para promover a alfabetização e nutrir o desenvolvimento sócio-emocional.

Durante períodos de atividade em grupo, o professor e a classe podem construir juntos uma história própria. Você pode introduzir o exercício dizendo às crianças que precisa da ajuda delas para contar uma história.

Depois de iniciar o conto, vá incorporando as sugestões da turma como detalhes – por exemplo, você pode começar dizendo “Era uma vez um filhote de leão que estava muito alegre e animado. Por que será que ele estava assim, tão alegre?” e, nesse momento, um dos alunos palpita que o bebê estava feliz porque ganharia um irmãozinho. Continue a narrativa, acrescentando algumas frases próprias e outras, das crianças, e sempre fazendo perguntas para expandir a história.

Retome a história criada pela turma em outras aulas, com fantasias e apetrechos para dramatização (foto: Google)

Retome a história criada pela turma em outras aulas, com fantasias e apetrechos para dramatização!

Prolongue a hora da história por tanto tempo quanto as crianças permanecerem interessadas. Provavelmente, o resultado final será bastante engraçado, já que você permitiu que a imaginação delas guiasse o processo. Com isso, a turma não apenas descobrirá que histórias são fonte de prazer como também estará praticando a participação construtiva e colaborativa quando em equipe.

Mais tarde, você pode anotar o conto inventado para tornar a lê-lo em sala. Os alunos devem adorar ouvir novamente a história que ajudaram a criar! Pense até mesmo em incluir fantoches e fantasias que os levem a interpretar a cena como uma peça de teatro.

Além de promover a linguagem e a leitura, essa atividade é uma oportunidade de as crianças expressarem preocupação, medo ou empolgação a respeito de situações ocorrendo em suas vidas – assim como aconteceu com a história do meu pai, que acalmou meu nervosismo quanto aos óculos!

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME 

Faça avaliação formativa na Eduqa.me - horizontal

Esse texto é uma tradução do artigo “Everyone loves a good story”, do Teaching Strategies. Para ler o original, clique aqui.