Infográfico: como criar o semanário perfeito

messy desktop with mouse, part of keyboard and lamp, stacks of envelops and files, office supplies and small receipts, some pc equipment as well lying around, coffee, remains of food, coffee stains on papers, part of series,

Materiais para Download/Rotina pedagógica/Semanários
0 Comments

Infográfico: como criar o semanário perfeito

TESTE 14

Um semanário completo envolve desde o planejamento das atividades até as observações posteriores à aula. Ele serve para que a equipe pedagógica auxilie na programação do professor (precisamos comprar tinta ou cartolina?) e acompanhe de perto o desenvolvimento das turmas, criando sequências didáticas de acordo com o que as crianças aprenderam na semana anterior e definindo quando elas estão prontas para exercícios mais e mais complexos.

Quando bem feito, um semanário pode ser a chave para compreender a turma e guiá-la para atingir todo seu potencial de aprendizado! Quer ter certeza de que o seu tem tudo o que é necessário? Reunimos dicas para professores e coordenadores para garantir um documento completo e organizado toda semana.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O INFOGRÁFICO “COMO CRIAR UM SEMANÁRIO PERFEITO”

Crie relatórios de desenvolvimento na Eduqa.me - horizontal

O que o coordenador espera do seu semanário – e 3 erros que você não deve cometer!

O semanário pode servir tanto para planejar a semana seguinte quanto para observações da semana que se passou (foto: Google)

Rotina pedagógica/Semanários
0 Comments

O que o coordenador espera do seu semanário – e 3 erros que você não deve cometer!

Na última quarta-feira (17), a Eduqa.me lançou uma pergunta aos coordenadores: O que você gostaria que todos os educadores fizessem nos semanários da sua escola? Com mais de trinta respostas nesse pouco tempo, conseguimos reunir um compilado de dicas para ajudar o professor de Educação Infantil a atingir as expectativas da coordenação.

Uma queixa frequente foi a falta de conhecimento do que é um semanário e qual sua função. O semanário pode ser feito em dois momentos: como planejamento da semana a seguir e como reflexão da semana que se encerra.

No primeiro caso, é fundamental encaixar atividades lúdicas e de acordo com a faixa etária e desenvolvimento das crianças. Além de descrições objetivas, como o material necessário e o tempo de duração de cada exercício, é interessante anotar ressalvas de acordo com os alunos: será que todos são capazes, neste momento, de acompanhar a atividade? Se a resposta for negativa, prepare também as alterações que pretende fazer para incluir toda a classe igualmente. Preocupe-se ainda com o perfil de cada grupo. Turmas agitadas e enérgicas podem precisar de mais ênfase em atividades com regras e combinados, por exemplo, enquanto outra, de viés mais introvertido, irá se beneficiar com dinâmicas de socialização.

Quanto mais completo for esse registro, maior a facilidade do coordenador de compreender o cenário de sua sala de aula e identificar pontos de melhoria, seja no comportamento ou no método de ensino. Por isso, planejamentos sequenciais (ou sequências didáticas) são muito valorizados. Eles consistem em prever uma série de aulas em que o mesmo conteúdo será trabalhado, mas com dificuldade crescente. Esse tipo de registro garante continuidade e respeita o ritmo das crianças – contudo, só obtém sucesso se for acompanhado de perto pela equipe da escola e alterado de acordo com a evolução da turma.

O semanário pode servir tanto para planejar a semana seguinte quanto para observações da semana que se passou (foto: Google)

O semanário pode servir tanto para planejar a semana seguinte quanto para observações da semana que se passou (foto: Google)

É aí que entra o segundo modelo de semanário mencionado pelos educadores: um registro feito após as atividades, em que constam os comportamentos mais marcantes observados nas crianças durante a semana e as reflexões do professor quanto ao seu próprio trabalho pedagógico. “O semanário ideal é aquele que é transparente. Em que, ao ler, conseguimos enxergar a turma e sentir suas especificidades”, descreveu um dos coordenadores na pesquisa da Eduqa.me. Eles sugeriram a transcrição de falas dos alunos , o uso de fotos e vídeos para ilustrar momentos de aprendizado e, acima de tudo, a observação cuidadosa do professor, para que seja capaz de analisar o desenvolvimento particular de cada um.

Com tanto o que escrever em tão pouco tempo, é compreensível que o professor cometa deslizes ou não se sinta seguro quanto ao material que está entregando. Aqui estão os erros mais comuns e como evitá-los.

Esquecer informações importantes

Para 73% dos coordenadores participantes, essa é a falha mais grave que pode ocorrer na elaboração do semanário. Para não escorregar, deixe preparada uma lista de tópicos que devem ser abordados, e confira se todos foram contemplados antes de entregar o documento.

  • Quais as atividades realizadas durante aquela semana,
  • Motivo pelos quais você optou por essas atividades (momento de desenvolvimento da turma, objetivo de aprendizagem para a próxima semana),
  • Materiais utilizados e método aplicado (como farei a atividade, em qual espaço, como deve ser a interação com as crianças e entre elas),
  • Comportamento e socialização (destaque atitudes marcantes, fora do esperando: como elas lidaram com o grupo , trabalharam em equipe ou individualmente, houve birra, brigas ou desentendimentos e como você intermediou a situação),
  • Sua própria prática pedagógica (o que funcionou e o que poderia melhorar, ideias para mudanças na semana seguinte, dúvidas que surgiram pelo caminho).

Não descrever suficientemente cada evento também foi citado com frequência. Para 52% dos entrevistados, a falta de tempo dos professores prejudica a qualidade do semanário – eles são obrigados a preenchê-lo com pressa, na tentativa de cumprir os prazos estabelecidos pela escola, e acabam por ignorar etapas ou entregar apenas reflexões rasas.

Erros de redação ou gramática

“Para se ter um bom semanário, é preciso saber escrever bem”, comentou uma coordenadora em nossa enquete. Um bom texto é essencial para que a informação fique clara a terceiros – lembre-se de que quem está lendo suas anotações não estava presente em sala, mas, mesmo assim, deve ser capaz de visualizar a cena.

Melhore a escrita através de exemplos: leia os registros de outros professores, mas também reserve algum tempo para leituras diversas, como livros e revistas – isso aumenta seu vocabulário e torna as descrições mais ricas. Atente-se à pontuação: na dúvida, opte por frases mais curtas, simples e objetivas, ao invés de arriscar-se com vírgulas demais, criando sentenças longas e confusas.

Você ainda pode baixar de graça o ebook Como evitar o pânico da página em branco para reunir mais dicas de como começar a escrever.

Entregar com atraso

A maioria dos entrevistados afirmou não se importar com o dia específico em que o semanário é entregue (normalmente, as escolas optam por segunda ou sexta-feira), desde que ele seja apresentado constantemente, uma vez por semana. Por isso, converse com sua coordenação e combine uma data para fazer essas devolutivas – e siga o acordo dali por diante.

Os semanários servem para que a escola esteja ciente do desenvolvimento das crianças e possa orientar melhor o trabalho do professor, para que ele atinja seus objetivos em sala de aula. Correções, discussões e intervenções por parte do coordenador devem ser feitas para beneficiar tanto o ensino quanto o relacionamento com a classe – portanto, eles não devem se tornar apenas mais um documento jogado na gaveta!

Caso esse retorno não seja um hábito em seu local de trabalho, você pode, sim, procurar a equipe pedagógica para tirar suas dúvidas, ou mesmo propor reuniões como um momento de reflexão entre professores.

CLIQUE AQUI PARA TESTAR AGORA A PLATAFORMA EDUQA.ME 

Gaste seu tempo com o que realmente importa - horizontal